Aecio Sarti

Aecio Sarti é um pintor brasileiro nascido em Aracajú-SE (1959). 

 

Pinta desde os 14 anos de idade, época em que vendia seus trabalhos em praças da cidade.

No final da década de 70 muda-se para os Estados Unidos para estudar no Colorado Institute of Arts, em Denver. Naquele momento sua obra começa a ganhar maturidade e admiradores, mas Aecio logo decide voltar ao Brasil e abandona a pintura por 20 anos devido a uma severa depressão.

Em 2004 retoma a carreira na cidade de Paraty, local onde atualmente funcionam seu atelier e sua galeria.

Durante toda carreira pintou figuras humanas, variando entre traços minimalistas e ornamentados,  por vezes acrescentando nos trabalhos elementos da moda, literatura e outras manifestações.

 

É conhecido por pintar quase todas suas obras sobre lonas de caminhão usadas. Os trabalhos convidam à contemplação do belo em seus pequenos detalhes.  

De Paraty sua pintura segue para exposições individuais em todo mundo, tanto em galerias, como museus e outros centros culturais. As obras de Aecio também fazem parte de coleções particulares e públicas em mais de 50 países.

Recentemente tem buscado falar de arte além dos limites da pintura. Em 2014 deu início a um projeto de imersão pelo Brasil que resultou em um filme curta-metragem intitulado "Céu de Querubins", exibido na televisão em em diversos festivais de cinema pelo mundo. Também está trabalhando no segundo filme, que deve ser lançado em breve.

Linha do Tempo

1959

Ano de nascimento, na cidade de Aracajú-SE

Anos 70

Aos 14 anos de idade já expõe e vende suas obras em praças e feiras da cidade. 

Com 16 anos tem suas primeiras aulas de pintura, sempre com interesse pela figura humana.

No final da década de 70 muda-se para os Estados Unidos e ingressa no Colorado Institute of Arts, em Denver.

Realiza suas primeiras exposições individuais fora do Brasil.

Anos 80

Volta ao Brasil e abandona a pintura por conta da crise financeira pela qual passava o país. Soma-se a isso uma severa depressão vivida por Aecio.

 

Anos 2000

No ano de 2002 volta a viver exclusivamente de sua arte e no ano seguinte realiza uma turnê com cinco exposições na Espanha.

Em 2004 é premiado em Miami com a obra "Vestido de Cortina". No mesmo ano muda-se para Paraty, lugar de seus sonhos.

 

Em 2005 abre seu atelier no Centro Histórico da cidade. Em mais de uma década de atividade o local é eleito pelo Guia LATAM e pelo Guia Viagem e Turismo um dos lugares mais interessantes para visitar na cidade.

Um filme sobre seu trabalho é lançado em 2013, com premiações em festivais de cinema e exibição em canais de televisão da Europa.

Em 2014 Aecio passa a viver em uma vila de pescadores de Paraty, e ali abre outro atelier.

Em 2016 abre galeria própria na cidade de São Paulo.

 

Galeria Aecio Sarti (Paraty RJ)  - Rua Dr. Samuel Costa, 254 - Centro Histórico  |  (24) 3371 4157   |  galeria@aeciosarti.com  |  Aberto todos os dias das 12:00 às 22:00

Atelier Aecio Sarti (Paraty RJ)  -  Praia do Calhaus  |  galeria@aeciosarti.com  |  Apenas visitas agendadas